sábado, fevereiro 19, 2011

GREENPEACE


"Quando a última árvore tiver caído,
Quando o último rio tiver secado,
Quando o último peixe for pescado,
O Homem vai entender que dinheiro não se come"
= Greenpeace =

7 comentários:

Green Knight disse...

Antes que isto aconteça!Temos que ser nós o milagre e não esperarmos,
pelo milagre.
Para bem das gerações futuras.
Abraço amigo
jrom

Paixão Lima disse...

Dad,
O homem, como animal superior que é por ser mais inteligente, faz do planeta onde vive a sua casa exclusiva com desprezo total pelos outros seres vivos. A natureza, num milagre de sobrevivência, regenera-se com o tempo, mas até quando? Quando as árvores não caírem, os rios não secarem e os peixes proliferarem, é sinal que o homem morreu e a humanidade acabou. Atrevo-me a dizer: graças a Deus.
Um beijo.

SOL disse...

DAD

O dinheiro em que o homem acredita, não pagará o que não existe. Mas o homem continua a acreditar que, havendo dinheiro, a plenitude da Natureza continuará a existir.

Beijo e um Bom Domingo
SOL

Laura disse...

No meio de tudo isso só sei que já não vejo os rios correr puros, onde nos banhávamos no verão, os peixes saltavam e não havia doenças de pele. O meu rio já não existe, é mais um pequeno rio sem encanto...

Com as tais das modernices, não se criaram esgotos em consonância com o tempo que atravessávamos...foram sujando, empobrecendo os solos outrora férteis, a terra está cansada, as árvores que nos dão a oxigenação perfeita, estão a ser devoradas pelos fogos e pelas máquinas que querem desbastar mais e mais terrenos...a ganância do homem não tem fim.

Isso é verdade, pensam que o dinheiro paga tudo.

Mas em breve a solução virá, já está a andar o caminho para que isso aconteça, tudo será destruído para ser renovado, tudo será deitado abaixo até a terra ficar de novo apta a gerar mais comida para os que vão ficar no mundo; apenas os puros de coração!porque esses, os usurpadores da terra, das pessoas que não tomam como seres iguais, esses desaparecerão da face do planeta... e ficarão aqueles que são capazes de sacrifícios para que o mundo, a paz e o amor aconteçam.

Beijinhos Dadinha muito ausente!

laura

Kim disse...

Que citações tão actuais, veras e aterradoras.
A ambição do homem impede-o de olhar à sua volta e ver todas as maravilhas que a natureza lhe deu.
Felizmente não estarei cá para ver, quando chegar esse malfadado dia!
Fizeste bem em lembrar-me isto.
Beijinhos, amiga Dad!

Osvaldo disse...

Então afinal sempre há uma solução. Queime-se o dinheiro até à última nota!... Assim não será preciso derrubar árvores para se fabricar mais bilhetes da Banca.
Mas se não há dinheiro, pra quê trabalhar?... e se ninguém trabalhar, o que se vai comer?... e se não se comer, como se farão as estrumeiras?... e se não houver estrumeiras, como se aduba a terra?...
Caramba... é o fim!!!.
bjs.
Osvaldo

AF disse...

Dadinha,

Parabéns pelos teus blogues, por todo o teu trabalho! Vi agora com mais atenção e adorei.

Um beijinho Grande

Ana Freitas